Entenda mais sobre assoalho pélvico e fáscia

Entenda mais sobre assoalho pélvico e fáscia

Por Johannes Freiberg

Nos últimos anos, cresceram os estudos sobre este complexo de estruturas de apoio e transmissão de cargas que atravessam as paredes abdominais e seguem para as pernas, bem como se associam à postura e comportamentos sociais.

Sabemos que os músculos do assoalho pélvico têm sido estudados a fundo na busca para compreender sua associação com o controle de funções importantes do corpo, como micção, evacuação e resposta aos estímulos sexuais. A saúde desta parte do corpo envolve questões significativas, que vão do movimento da ambulação até o equilíbrio interno dos órgãos abdominais. Hoje, cada vez mais, é mais importante incluirmos em nossos cotidianos as práticas de movimento que orientem o corpo a manter suas funções ativas.

Dentro deste percurso estamos entendendo que as estruturas elásticas do tecido conectivo precisam estar dentro dos programas de treinamento, dadas as mudanças de hábitos sociais e da busca por rompermos tabus sobre a vida – corpo.

Para completar, existe o mito de que entre as mulheres, apenas as que se encontram em idade mais avançadas sofrem com a musculatura pélvica fraca tensa ou sem elasticidade. Porém, este raciocínio está totalmente equivocado.

É muito comum vermos mulheres atletas de alta performance sofrendo com a perda de urina durante a prática do esporte, ou até mesmo enfrentando fortes dores durante a prática sexual – tudo por causa deste problema.

Com os avanços das pesquisas sobre a fáscia, passamos a entender a importância desta estrutura e o quanto ela está envolvida no funcionamento fisiológico do corpo. Pesquisas mostram que, para manter as funções dos músculos pélvicos, é fundamental realizar um trabalho de reabilitação e prevenção, com foco em estimular as propriedades elásticas e de transmissão de força da fáscia, principalmente a capacidade de deslizamento entre os músculos para que o movimento passe de forma íntegra.  Isto é o que vai garantir a saúde dos músculos pélvicos, fazendo com que eles cumpram funções fundamentais.

Compreendendo a grandiosidade do tema, nós da Universidade da Fáscia, decidimos programar para o mês de maio o curso Assoalho Pélvico e Fáscia, que será ministrado pela respeitada fisioterapeuta alemã Divo Müller.

Divo chega ao Brasil trazendo um conceito inovador no trabalho do assoalho pélvico, com exercícios dinâmicos, que visam as estruturas da Fáscia. Além disso, ela traz embasamento científico para ser aplicado em novas abordagens terapêuticas. As aulas de Divo irão traduzir os resultados de pesquisas em aplicabilidade no movimento e na função.

Entre os pontos a serem abordados no curso, estão:

– Descobertas recentes e novas pesquisas sobre Fáscia

– Anatomia funcional da fáscia

– Conexões fasciais da rede abdominal e do assoalho pélvico

– Exercícios de estímulo aos tecidos fasciais

– Treinos específicos para o assoalho pélvico

Se você é fisioterapeuta, treinador nas áreas de esportes, fitness e ginásticas, bem como do campo somático (Pilates, Yoga, Rolfing, Body Mind Movement, Feldenkrais, terapias corporais, etc), certamente ficará surpreendido com o conteúco preparado por Divo no que diz respeito à expansão da abordagem de treinamento convencional do assoalho pélvico com o novo componente fascial.

Suas descobertas recentes trazem uma reorientação no treinamento, que será menos muscular, local e estático, e mais orientado para exercícios que abordam especificamente os tecidos fasciais e as cadeias miofasciais.

Se você ficou interessado, veja mais sobre a programação do curso. Clique aqui! Aproveite e garanta a sua vaga!

Esperamos por você!

Johannes Freiberg
Johannes Freiberg