As diversas perspectivas da mecanotransdução

As diversas perspectivas da mecanotransdução

Por Johannes Freiberg

Em um dos meus posts anteriores, expliquei a mecanotransdução como uma propriedade mecânica que exerce um papel fundamental no controle biológico em nível molecular e celular da regulação de transcrição de mensagens a nível de organização do meio extracelular (Ingber  2007). Este tema é objeto de estudo de alguns especialistas, que estão trabalhando para que possamos compreender as diversas perspectivas que descendem desta visão, e colaboram para a construção de uma nova proposta de atividades físicas.

Dentro do Fascia Experience, teremos muitas abordagens sobre como os corpos se modificam por meio dos movimentos – onde força e mobilidade derivam em alteração de comportamentos estruturais. 

Por exemplo, quando fazemos alongamento, provocamos uma deformação elástica que altera o tipo de expressão celular. Assim, pode ser que se produz mais colágeno ou mais substância fundamental (Myers, 2009).  Porém, se trabalhamos sob estresse intenso contínuo, podemos gerar rigidez e perda de mobilidade.

Durante nosso encontro, a Anna Vitali vai focar nestes estudos, ao apresentar um trabalho do ponto de vista da organização dos stretchs. Ela mostrará de que forma o alongamento pode reorganizar a tensão basal do corpo e também vai explorar os trabalhos com cargas para o aumento de força.

Já Antonio Stecco vai abordar a questão de mobilidade tecidual: como ela diminui o estado de densificação – o que ajuda a regular os níveis de contração e deslizamento de mobilidade tecidual, podendo alterar o nível basal tônico. Enquanto isso, Jan Wilke vai falar sobre o contrário na mecanotransdução: como as cargas circulando de um ponto a outro do corpo, caminhando segundo certas trilhas miofasciais, distribuem esta carga de modo global aliviando a tensão local.

Para finalizar, Robert Schleip vai tratar o conceito de propriocepção e como, ao se mobilizar o tecido conectivo, dispara sentidos e sensações que nos permite reorientar o modo como estamos agindo no ambiente. Como organizamos uma qualidade ao gesto motor.

Você, que se interessa pelo tema, precisa ficar ligado nas novidades que vem sendo apresentadas por estes entendedores. Faça sua inscrição no Fáscia Experience e fique por dentro 😉

https://fasciaexperience.com/

Johannes Freiberg
Johannes Freiberg
Criador da Universidade da Fáscia, um dos principais estudiosos brasileiros sobre a temática da Fáscia e Movimento. É Educador Somático, Treinador Master Fascial Fitness, Integrador Estrutural e Artista Marcial (Karate).