As Fasciacytes: Uma Nova Célula Devotada ao Regulamento do Deslizamento Fascial

As Fasciacytes: Uma Nova Célula Devotada ao Regulamento do Deslizamento Fascial

The Fasciacytes: A New Cell Devoted To Fascial Gliding Regulation

(Carla Stecco, Caterina Fede, Veronica Macchi, Andrea Porzionato, Lucia Petrelli, Carlo Biz, Robert Stern, Raffaele De Caro)

 

A fascia profunda é uma estrutura multicamadas formada por 2 ou 3 laminas densas de fibras de colágeno com algumas poucas fibras elásticas, separadas por tecido conjuntivo frouxo (Benetazzo et all.,2011), rico em Hialuronano ( HÁ).

 

A fáscia cumpre diversas funções incluindo transmissão de força, movimento, estabilidade, comunicação proprioceptiva através do corpo e, possibilita deslizamentos entre as camadas densas reduzindo  o atrito associado com o movimento. Para garantir um funcionamento adequado é importante que o tecido conectivo frouxo entre as camadas densas esteja  corretamente posicionado, incluindo-se ai orientação e organização.

 

Pensando-se na densificação e no espessamento

O hialuronano ocorre entre a fáscia profunda e o músculo, facilitando o deslizamento entre estas duas estruturas, e também dentro do tecido conjuntivo frouxo da fáscia, garantindo o deslizamento suave das camadas fasciais fibrosas adjacentes. Também promove as funções da fáscia profunda. Neste estudo é identificada uma nova classe de células nas fáscias, que denominamos fasciacitos.

Fasciacitos são células de caráter similar aos fibroblastos, mas que diferentemente destes que produzem material colagenoso de caráter tracional e transmite força , enquanto os fasciacitos produzem Hialuronano ( HA) – moléculas extensas e planas –  que regulam e produzem os componentes areolares   que facilitam os deslizamentos interplanos do colágeno denso, possibilitando que os músculos e os planos fasciais possam se mover uns em relação aos outros, facilitando uma multidirecionalidade tensional do material fibroso denso.

As cadeias são extrudadas no espaço extracelular  através de estruturas semelhantes a poros (Jiang et al., 2007). O HA resultante atende a uma variedade de funções, incluindo preenchimento de espaço, lubrificação das articulações, homeostase da água e fornecimento de uma matriz que facilita a migração celular (Fraser et al., 1997; Cowman et al., 2015). Nos últimos anos, também foi demonstrado que o HA fornece um substrato para o deslizamento suave de diferentes unidades motoras entre e dentro do músculo (McCombe et al., 200

Para ler o artigo completo em inglês, clique aqui

Johannes Freiberg
Johannes Freiberg